A BMAC

A Biblioteca Municipal Álvaro de Campos, abriu ao público em 2006 integrando a Rede Nacional de Leitura Pública. Reúne um espólio valioso, herdado ao longo do tempo, numa história que remonta ao século XIX. 

O edifício combina património histórico da cidade com arquitetura contemporânea, sendo considerado uma obra de referência arquitetónica . É também palco de diversas atividades culturais.

 

A Biblioteca tem vindo a adaptar-se às novas necessidades de informação, tendo no envolvimento com a comunidade o seu principal eixo de ação.

Consulte a página e catálogo online.

As atribuições e normas de funcionamento encontram-se expressas no Regulamento da Biblioteca Municipal, disponível para consulta no Balcão Virtual

 

Horário de abertura ao público

A biblioteca Municipal Álvaro de Campos encontra-se aberta ao público de segunda a sexta-feira, entre as 10h00 e as 12h30 e entre as 14h30 e as 17h00, ainda sem leitura presencial.

 

Contactos:
Morada: rua da Comunidade Lusíada, 21 | 8800-397 Tavira
Telefone: 281 320 585/ 576
Correio eletrónico: biblioteca@cm-tavira.pt
Bibliotecária: Maria Paula Ferreira


HISTÓRIA

O legado cultural que daria origem à criação de uma biblioteca em Tavira pertenceu ao benemérito José Joaquim Jara: "Lego à mesma Câmara (Câmara Municipal de Tavira) três contos de réis para edificar uma escola e compra dos respetivos móveis (...). À mesma Câmara lego, também, os meus livros que existirem em minha casa até à data do meu falecimento, para uso da mesma escola, e lego mais seis contos nominais de inscrições de juro de três por cento para, com o seu produto, se irem comprando livros de instrução e científicos e mais despesas necessárias para se ir formando uma Biblioteca na mesma escola para uso dos alunos e do público". Testamento de José Joaquim Jara de 24 de Julho de 1890 - Livro de testamentos do 2.º Bairro Administrativo de Lisboa.

Ao longo dos anos foram sendo incorporados vários espólios de particulares e acervos de instituições que aumentaram assim o valor e intemporalidade da sua coleção.

Até aos nossos dias, várias foram as formas e os locais de acesso à leitura pública em Tavira. Em 2002 a Câmara Municipal estabeleceu um protocolo com o Instituto Português do Livro e das Bibliotecas, atual Direção Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB) passando assim, a Biblioteca Municipal de Tavira, a integrar a Rede Nacional de Leitura Pública.